Nacional de Direito

De um modo geral, o conflito ou a contradição que atravessam 3227

De um modo geral, o conflito ou a contradição que atravessam a separação entre o público e o privado podem ser resumidos na pergunta que sempre atormentou os moralistas antigos e os modernos: os fins justificam os meios? Um dos divisores de água que a modernidade traçou entre a ética e a política foi dado pela baliza posta por essa pergunta. No caso da ética, a resposta é negativa: os meios precisam estar de acordo com a natureza dos fins e, portanto, para fins éticos os meios precisam ser éticos também. (...) No caso da política, ao contrário, a resposta tende a ser positiva e estabelece uma diferença de natureza entre meios e fins, exigindo-se, porém, que haja alguma proporção (ou racionalidade) entre eles. A idéia que parece prevalecer é a de que, na política, todos os meios são bons e lícitos desde que o fim seja bom para a coletividade.

Marilena Chaui. Público, privado, despotismo. In: Ética, Adauto Novaes (org.). São Paulo: Companhia das Letras, Secretaria Municipal de Cultura, 5.ª impressão, 1997, p. 353-4 (com adap tações). Com base no texto acima, julgue os itens a seguir.

Com base no texto acima, julgue os itens a seguir.

De acordo com as idéias do texto, são mantidas a coesão e a coerência ao se preencher com o trecho a seguir a lacuna representada por (...): Em outras palavras, se a finalidade da ética é a virtude e o bem, os meios precisam ser bons e virtuosos, sem o que não há ética, uma vez que as ações realizadas em vista de um certo fim já fazem parte do próprio fim a ser atingido, são o caminho para ele.

Questão no QuestionsOf: De um modo geral, o conflito ou a contradição que atravessam 3227

Questões similares