Nacional de Direito

Texto – questão Falta de dinheiro no bolso e aumento da crim 106637

Texto – questão

Falta de dinheiro no bolso e aumento da criminalidade

Há uma coincidência entre os estudos feitos no Brasil e nos Estados Unidos da América (EUA) acerca da relação entre a falta de dinheiro no bolso e o aumento da criminalidade. Nos dois casos, a parcela da população mais atingida pelos solavancos da economia é de jovens. “O crime é um fenômeno de juventude”, diz o sociólogo Ignacio Cano, do Instituto de Estudos da Religião, no Rio de Janeiro. “É a fase em que as pessoas estão mais dispostas ao risco e, ao mesmo tempo, querem melhorar de vida.” Se esses jovens percebem que não terão chances de ascender socialmente pelo bem, podem acabar perseguindo o atalho da criminalidade. No período estudado por Freeman e Rodgers, esse processo maligno foi interrompido nos EUA.

Lá, na opinião dos pesquisadores americanos, o crescimento econômico alterou completamente o clima social nas periferias das cidades. “Os trabalhadores dessas comunidades já podiam garantir aos jovens que eles teriam emprego caso se comportassem bem”, diz Freeman. Mas o crescimento econômico não é tudo. Para Rodgers, um elemento importante é o que se faz com o bolo depois que ele cresceu. “Uma sociedade pode ter um forte crescimento econômico, mas se não existem instituições ou essas instituições são fracas ao distribuir os ganhos de forma igual, a capacidade de a pujança reduzir a criminalidade é diminuída”, ensina o economista.

 

Tito Montenegro. In: Época. Ano IV, n.º 204, 15/4/2002, p. 40-41 (com adaptações).

A respeito das idéias do texto, julgue o item que se segue.

Muitos dos crimes praticados pelos jovens têm uma dupla motivação: a maior disposição ao risco e o desejo de melhorar de vida.

Questão no QuestionsOf: Texto – questão Falta de dinheiro no bolso e aumento da crim 106637

Questões similares